Quem é Jesus para você?

Atualizado: 8 de Nov de 2019






A grande parte das pessoas de nossa sociedade são cristãs, ou seja, se dizem crer em Deus, e consequentemente creem em Jesus Cristo. E podemos dizer mais: se dizem amar a Jesus. É certo que só amamos ao que conhecemos. E a partir desta afirmação um questionamento pode ser feito: será que, de fato, conhecemos a Jesus? Para saber, precisamos responder uma outra pergunta: “quem é Jesus para mim?” Embora, a pergunta, seja bastante simples, muitos podem gaguejar na resposta. Pois não se trata simplesmente de responder apenas racionalmente, mas mais que isso, se trata de deixar que o coração fale de acordo com a experiência feita com Cristo, pois conhecer também é experimentar.


Jesus, num determinado momento de Sua missão interroga os apóstolos para saber o que dizem os homens a Seu respeito, e todos, sem pensar duas vezes, vão logo respondendo: “Alguns dizem que és João Batista; outros, Elias; outros ainda, Jeremias ou algum dos profetas” (Mt 16, 15). Até que Jesus os surpreende com uma pergunta mais pessoal: "E vós, quem dizeis que eu sou?" (Mt 16, 15). Desta vez, somente Pedro responde, tomando à frente dos demais, de um jeito extraordinário: "Tu és o Filho do Deus vivo" (Mt 16, 13). A resposta (e confissão de fé) de Pedro foi tão feliz que mereceu ser louvada por Jesus, pois foi fruto de sua experiência com o Senhor. Se não tivermos uma experiência com o Senhor não saberemos responder à essa simples pergunta.


Aconteceu comigo, certa vez, numa das catequeses em preparação para a Crisma, de a catequista nos surpreender com esta pergunta (quem é Jesus para você?), a qual ninguém esperava, àquela altura do campeonato. Já estávamos a anos frequentando às catequeses e já próximo à Crisma. O mais interessante é que muitos não sabiam nem sequer responder a algo tão simples. Mais tarde eu repeti a tão bela atitude da minha ex-catequista em um encontro com os coroinhas, em minha paróquia, para um momento de oração na capela. No início do encontro, perguntei para cada um olhando nos seus olhos: “quem é Jesus para você?” E mais uma vez o fato surpreendente aconteceu, eles não sabiam responder ou gaguejavam nas respostas. Naquele momento comecei a rezar com eles, e depois de fazermos um momento de adoração ao Santíssimo Sacramento, perguntei novamente, foi quando todos, desta vez, souberam responder muito bem, cada um com uma resposta mais acertada que a outra. O que os fez responder tão bem, certamente foi o encontro que tiveram com Jesus naquela adoração.


A resposta à essa pergunta deve estar na ponta da língua de todo Cristão que se diz amar Jesus, e só pode dar uma resposta adequada aquele que tiver feito uma experiência com Jesus. E como podemos fazer uma experiência com Ele? Só através da oração, que tem como finalidade conhecer e amar a Deus. Só a oração para nós aproximar de Deus.


Ele nos convida a estar próximos d'Ele, a uma proximidade de amigo (Cf. Jo 15, 15). É necessário ser amigo de Jesus, e com todas as consequências dessa amizade, que é a fidelidade e o amor até o fim, pois um amigo não trai, um amigo não mente, um amigo é fiel, e se for preciso, um amigo verdadeiro, dá à vida pelo outro (Cf. Jo 15, 13).


E só sendo amigo de Jesus saberemos ser amigo dos outros também. Ser amigo verdadeiro significa querer para o outro o maior Bem, e o maior Bem é Deus. Logo a amizade verdadeira exclui cumplicidade, pois assim os erros não são apoiados mutuamente. O verdadeiro amigo é aquele que nos leva para Deus.


O encontro com Jesus nos ajuda no encontro com o próximo. Pois é com Ele que aprenderemos a verdadeira amizade. Não é possível ser amigo de quem não conhecemos. É preciso fazer uma experiência com Jesus para melhor conhecê-Lo, buscá-Lo e amá-Lo.


Estar próximo do Senhor é a nossa necessidade mais urgente, e essa proximidade se dá na oração, como já foi dito. É na oração que nos aproximaremos do Senhor para falar-lhe nossas alegrias e tristezas, em todos os momentos de nossa vida.


Lembro que antes de ingressar no seminário, quase todos os dias, ao voltar do trabalho, encontrando a igreja aberta, entrava e começava meu diálogo com Jesus (de joelhos, olhando à cruz). E ao falar-Lhe das minhas inquietações, Ele tudo me dizia mesmo sem falar, ali estava o sentido de tudo. Todo sentido que procurei em minhas dores, encontrei em Jesus. Ele é o amigo de todas as horas, que está sempre de braços abertos para nos acolher. Também lembro de um outro momento da minha vida em que passava por momentos difíceis, e por causa do excesso de atividades e do barulho durante o dia não tinha muito tempo para marcar um encontro com Deus, ou seja, para rezar, então comecei a levantar de madrugada, quando todos em casa já estavam dormindo, e ia ao quintal para aquele encontro tão especial. Esses eram os melhores momentos, era quando lia, meditava e orava com as Sagradas Escrituras, a Palavra de Deus me dava as respostas que precisava e a força necessária para continuar, para não desistir de ser fiel a Deus, mesmo com tantas situações difíceis. Diante dessas experiências, acredito que para a pergunta, eu não tenho melhor resposta a dar a não ser dizer que: "para mim Jesus é o meu melhor Amigo.


E você, se ainda não se perguntou, chegou o momento: quem é Jesus para você?

169 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© Copyright 2020  |  In Veritatem  |  Todos os direitos reservados

Quem procura a verdade busca a Deus
Logo_InVeritatem-01.png
  • Facebook
  • YouTube